• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Famílias sem-teto exigem da Prefeitura do Recife construção de moradia

Mais de 100 famílias da Ocupação Ranúsia Alves ocuparam a Prefeitura do Recife para cobrar do Prefeito João Campos o cumprimento da promessa de construção de moradias populares.

Redação Pernambuco


LUTA POPULAR – Nessa terça (21/05), mais de 100 famílias da Ocupação Ranúsia Alves, no Recife, ocuparam a Prefeitura da cidade para exigir do prefeito João Campos (PSB) que a promessa de destinação de um terreno para a construção de moradias populares saia do papel. Com muita combatividade, as famílias organizadas pelo Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) fecharam a Avenida Cais do Apolo, ocupando em seguida o prédio da Prefeitura.

Segundo Matheus Araújo, da coordenação nacional do MLB “nós estamos aqui para negociar com o prefeito João Campos, que prometeu desde o ano passado doar um terreno ao movimento. Esse terreno a gente apresentou no processo do Minha Casa, Minha Vida Entidades, conseguimos o financiamento junto à Caixa Econômica Federal para construir um novo habitacional com cento e vinte oito unidades. Porém, a prefeitura disse que não vai mais doar o terreno, a não ser que a gente destine 45 vagas para eles decidirem quem vai morar lá. Isso é um absurdo! Dezenas de famílias de Recife não tem onde morar, e o Prefeito do Recife, em pleno ano de eleição, vive de enganação.”

Déficit habitacional e violência marcam a vida dos recifenses

A verdade é que a capital pernambucana é governada pelo PSB desde 2013, e que o atual Prefeito, filho do ex-governador Eduardo Campos e de uma das famílias mais tradicionais da política local.

O Prefeito, gastou ao longo de 2023 R$1,34 milhões em sua propaganda da sua imagem pessoal nas redes. Conhecido como “o prefeito do TikTok”, ele esconde que os recifenses amargam com um déficit habitacional de mais de 70 mil moradias, além do Recife figurar entre as listas das cidades mais violentas do país, e com as maiores taxas de desemprego do Brasil.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.