• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Senior Sistemas lança solução que dá suporte sobre a Reforma Tributária

A Reforma Tributária foi promulgada em dezembro de 2023. Já este ano começaram a ser protocoladas as Leis Complementares.

Diante desta mudança anunciada, empresas e gestores começam a rever seus processos para se adequarem ao novo cenário fiscal.

Para alguns, o movimento traz insegurança e dúvidas, já que toda alteração impacta no andamento dos negócios, desde o dia a dia até os custos e receita.

Pensando em atender todas as possíveis dúvidas, a Senior Sistemas, uma das principais empresas de tecnologia para gestão dos negócios, criou o canal Monitor Legal, espaço onde especialistas da companhia podem responder sobre a Reforma Tributária e também sobre questões que envolvem a tecnologia ERP.

Para oferecer informações atualizadas, monitoramos a legislação de forma constante, sendo assim temos profissionais preparados para tratar do assunto e por isso estamos disponibilizando esse espaço para os nossos clientes. Considerando o tamanho do desafio de mudança dos sistemas para a nova estrutura tributária, entendemos que o trabalho de mapeamento e entendimento do que está previsto já deve começar em 2024”, explica o Head de Produto da Senior Sistemas, Bruno Ravacci.

A solução reflete o compromisso da empresa em fornecer soluções abrangentes e orientação especializada para ajudar os clientes a navegarem com sucesso pelo novo cenário tributário.

Durante 10 anos o ERP Senior irá trabalhar com os dois modelos de tributação por conta da transição prevista pelo Governo. Iremos criar o novo imposto previsto na Reforma Tributária, que levará o nome de IVA DUAL e incluí-lo nos cálculos das notas fiscais de entrada e saída. Apesar da novidade, por um período de transição as obrigações fiscais atuais continuarão coexistindo com as novas regras”, explica.

O post Senior Sistemas lança solução que dá suporte sobre a Reforma Tributária apareceu primeiro em Economia SC.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.